Saiba como descobrir a taxa de retorno em investimento imobiliário

O investimento imobiliário sempre foi uma saída segura para pessoas que querem fazer com esse capital renda no futuro. Com o mercado financeiro em baixa, há uma queda na procura por investimentos agressivos como fundos de ações, por exemplo, e um aumento na busca por imóveis, que possuem um retorno mais estável. 

Quem compra um apartamento, casa, lote, galpão ou similares, está buscando segurança e, muitas vezes, enxerga uma forma de multiplicar seu dinheiro. Seja alugando, seja apostando na valorização ou mesmo deixando de pagar o aluguel, adquirindo o imóvel para uso próprio. 

Mas engana-se quem pensa que comprar um imóvel é algo simples, que significa apenas aguardar o retorno de braços cruzados. É importante analisar uma série de variáveis para garantir que o investimento traga retorno. Dentre essas variáveis, uma das mais importantes é a taxa de retorno em investimento imobiliário. 

Capital Inicial

Para começar, quando você compra o imóvel, deve colocar no papel todos os gastos iniciais da aquisição. Despesas com reformas necessárias, instalação de armários, colocação de pisos, decoração, etc. Também é preciso levar em consideração os valores gastos com taxas e, em caso de financiamento, deve ser incluído o valor acrescido a título de juros bancários. Essa soma total é a que forma o capita inicial do investimento. 

Esse valor deve ser dividido pelo lucro líquido oferecido pelo imóvel, que pode ser proveniente tanto do aluguel, quanto da futura venda. 

Aluguel ou Venda

Existem duas formas de obter retorno financeiro após a compra de um imóvel: pela renda, ou pela venda. No primeiro caso, o proprietário destina o imóvel para locação, obtendo um valor fixo mensal do locatário. No segundo caso, o proprietário realiza a venda do seu imóvel num período após a compra, recebendo em troca o valor do bem mais a sua valorização. 

Se optar pelo aluguel, o proprietário terá seu lucro por meio de uma conta simples: basta dividir o valor pago pelo locatário pelo valor do capital inicial investido. Ou seja, se você investiu 300.000 reais em um imóvel e recebe 2.700 reais a título de aluguel, sua taxa de retorno em investimento imobiliário é de 0,9% ao mês, não se esqueça do IR e taxas que também se aplicam ao rendimento.

Porém, se você optar pela venda do imóvel, deverá dividir o preço obtido na venda pelo valor investido inicialmente. Utilizando o mesmo exemplo, se você investiu 300 mil em um imóvel e o vendeu por 500 mil, sua taxa de retorno em investimento imobiliário foi de 0,6% ao mês. 

O que vale mais a pena? 

Para responder a essa pergunta você precisa decidir, primeiramente, se deseja morar no imóvel ou não. Em caso afirmativo, a opção aluguel se torna inviável. Nesse caso você deverá acompanhar o mercado e, quando perceber os primeiros sinais de aquecimento, deve colocá-lo a venda. Esta situação também vale para quem adquiriu um lote. 

Por outro lado, se você não ocupar o imóvel, pode decidir se realiza a locação por conta própria, ou se procura uma imobiliária. A vantagem da segunda opção é que você não precisará se preocupar em negociar diretamente com o locatário. Por outro lado, receberá menos mensalmente. 

E aí, gostou deste artigo? Então participe deixando seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *